Web Summit | Facebook apresenta plataforma Messenger para marcas

e-MarketingEmpresasNegóciosRedes Sociais
0 0 Sem Comentários

David Marcus, responsável do Messenger anunciou a plataforma 1.3 do Messenger destinada à interação diretamente entre as marcas e os clientes.

A nova plataforma vai dar a possibilidade dos clientes de interagirem diretamente com as empresas no chat do Facebook. David Marcus disse num encontro com jornalistas, “queremos acabar com a distância que existe entre a web e as apps.”

Para que exista diálogo, tem que ser sempre o cliente a entrar em contato com a marca e não o contrário. O Messenger quer ajudar as empresas na sua comunicação direcionada, que com esta ferramenta vão poder interagir com os clientes.

Sempre que aparecer uma marca ou produto no mural de Facebook é possível clicar no ícone do Messenger e será aberto automaticamente um chat privado. Depois do cliente enviar a mensagem pode ser contactado pela marca a qualquer momento. Passadas 24 horas,  a marca tem a possibilidade de enviar uma mensagem extra ao cliente mas se ele não responder a conversa termina ai.

Este anúncio vai de encontro à apresentação feita por Sean Ryan, vice-presidente, do Worplace do Facebook, no mesmo dia também no Web Summit. Sean Ryan afirmou que “é necessário matar o email. As crianças de hoje em dia já não usam o email usam apenas o telemóvel.”

Na sua apresentação no palco Saas Monster, defendeu que a mudança está a acontecer, não só nas empresas mas também no mundo. O desafio dos dias de hoje é dar às empresas mais capacidade de conversação e inovação nessa conversação.

Segundo o modelo tradicional de comunicação,  os colaboradores devem estar ligados a algo fixo, ter múltiplas fontes e apenas alguns têm acesso a toda a informação. Ryan sugere um novo modelo comunicacional onde os colaboradores passam a estar ligados através dos seus smartphones, numa plataforma centralizada à qual todos têm acesso.

O Workplace foi de encontro a essa necessidade das empresas. Todos os colaboradores podem utilizar essa plataforma facilmente “sem necessitar de um livro de instruções.” Porque segundo Ryan: “se precisa de livro de instruções as pessoas não vão usar, tal como acontece com a intranet das empresas que ninguém acede.”

Através da plataforma Workplace,  a comunicação é direta e explicativa. O CEO pode comunicar a toda a empresa a diferença entre uma nota verdadeira e uma nota falsa e essa comunicação vai ser mais eficaz do que se mandasse um email simplesmente a dizer para os colaboradores não aceitarem notas falsas.

Para além disso, com a opção do live é possível que o CEO da empresa fale diretamente com todos os colaboradores e que responda às perguntas de todos eles aconteça em tempo real, sem que para isso seja necessário que estejam juntos fisicamente. Através do Workplace, Ryan considera que “existirá uma equipa comunicativa com mais produtividade ao mesmo tempo que precisa de menos investimento e é acessível a toda a gente”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor