WD poderá juntar-se a consórcio para compra de unidade de chips da Toshiba

EmpresasNegócios

A Western Digital (WD) poderá juntar-se ao grupo de empresas japonesas, entre as quais a KKR, para tentar a comprar da unidade de negócio de chips da Toshiba, noticiou a agência Reuters.

O consórcio é o grande favorito para a compra do segundo maior produtor de memórias NAND do mundo, um negócio avaliado em pelo menos 18 biliões de dólares.

Uma venda bem sucedida é fundamental para a recuperação da Toshiba após o problema dos massivos custos com a unidade nuclear de Westinghouse, que mergulhou a empresa numa crise sem precedentes.

Western Digital tem-se oposto à venda ao conglomerado, indicando que isso viola o contrato que tem de joint venture com a Toshiba, que define que operam, em conjunto,  a principal fábrica da memórias da empresa japonesa.

No entanto, segundo a Reuters, fontes ligadas ao processo dizem que a WD está disposta ser um investidor minoritário desse consórcio, aumentando posteriormente a sua posição.

A verdade é que será difícil que o Japão permita que a unidade da Toshiba fique a ser controlada por empresas estrangeiras, já que é considerado que o fabrico dos chips e semicondutores é importante para a segurança nacional do país.

Nenhuma das empresas envolvidas quis comentar estas novas informações.

De referir que outros interessados neste negócio são a americana Broadcom, que se juntou à Silver Lake e Bain Capital, e o consórcio da Foxconn e da Sharp.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor