Visa integra novo Android Pay da Google

MobilidadeSoftware

A Visa fechou hoje uma parceira com a Google para integrar o seu novo sistema de pagamentos por dispositivos móveis, o Android Pay. Depois do fiasco que foi o Google Wallett, a gigante tecnológica volta a tentar colocar o seu estandarte no mercado dos pagamentos mobile com o Android Pay. O novo serviço foi anunciado

A Visa fechou hoje uma parceira com a Google para integrar o seu novo sistema de pagamentos por dispositivos móveis, o Android Pay.

visaDepois do fiasco que foi o Google Wallett, a gigante tecnológica volta a tentar colocar o seu estandarte no mercado dos pagamentos mobile com o Android Pay. O novo serviço foi anunciado ontem durante a conferência I/O da Google.

A Visa foi uma das entidades que trabalhou com a empresa de Mountain View no desenvolvimento do Android Pay, que surge como uma resposta ao congénere rival Apple Pay, que apesar de ter nascido primeiro, deverá ter dificuldades em superar o seu oponente recém-nascido, tendo em consideração que o Android domina quase 80 por cento do universo dos smartphones e o iOS conta apenas com uma quota de cerca de 18,3 por cento (dados da IDC relativos ao primeiro quartel de 2015).

Diz a Visa, em comunicado, que as interfaces de programação de aplicações (API) do Android Pay vão permitir criar, para além funcionalidades de pagamento contactless, “uma nova opção de pagamento in-app para os portadores de cartão Visa realizarem compras através do seu dispositivo Android”.

O diretor da unidade Mobile da Visa Europe, Jeremy Nicholds, afirmou que a aliança com a Google e com o seu Android Pay é uma evidência incontestável de que 2015 será o ano do boom dos pagamentos por dispositivos móveis. “A Visa Europe está entusiasmada com a perspetiva de trabalhar com a Google para abrir a plataforma Android Pay a portadores europeus de cartões Visa, oferecendo-lhes mais opções para efetuar pagamentos com o seu cartão Visa favorito, alimentado pelas nossas tecnologias seguras, como o Visa payWave ou o nosso novo serviço de Tokenização”, comenta o responsável.

Esta parceria estará, por agora, circunscrita ao mercado norte-americano e que a expansão para a Europa será feita “no seu devido tempo”, disseram fontes oficiais à B!T.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor