Vila Real vai ter laboratório de RV mais avançado da Península Ibérica

CiênciaInovaçãoInvestigação

O MASSIVE Virtual Reality Laboratory, que se situa na Escola de Ciência e Tecnologia (Polo I) no campus da UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro), é inaugurado no dia 18 de setembro pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

O novo laboratório do INESC TEC (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência) vai estudar a estimulação dos 5 sentidos em aplicações de Realidade Virtual (RV) e produzir soluções multissensoriais, que permitirão trazer mais credibilidade e eficácia em áreas como a educação, treino e certificação,indústria, turismo ou saúde.

O MASSIVE, que representou um investimento de cerca de 700 mil euros, está equipado com as mais recentes tecnologias na área da RV e vai ter quatro áreas distintas: sala experimental, sala experimental multissensorial, sala de controlo e sala de questionários.

“O objetivo agora é tornar o laboratório um espaço aberto à colaboração com a comunidade académica e industrial. Pretendemos apoiar a competitividade da economia recorrendo às soluções tecnológicas de que dispomos”, explica, em comunicado, Maximino Bessa, investigador do Centro de Sistemas de Informação e Computação Gráfica do INESC TEC responsável pelo laboratório, que também é docente na UTAD.

Apesar de ainda não ter sido oficialmente inaugurado, atualmente estão já a decorrer três projetos no laboratório. O HDR4RTT é cofinanciado pelo Office of Naval Research dos EUA, e tem como objetivo investigar e desenvolver novos algoritmos para imagens de elevada gama dinâmica (HDR) para seguir e exibir de forma robusta, em tempo real, vários objetos em condições extremas de iluminação. O DouroTUR, que tem como objetivo colmatar o fosso existente entre as potencialidades do Douro e o seu desenvolvimento, e o FOUREYES que tem como objetivo facilitar a captura, criação, transformação, distribuição e acesso a conteúdos audiovisuais de uma forma personalizada, imersiva e interativa.

A construção do MASSIVE Virtual Reality Laboratory foi financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, enquadrado no programa NORTE2020 no âmbito do plano PORTUGAL2020.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor