Vídeos no Spotify chegam esta semana a utilizadores Android

Mobilidade

Oito meses depois de terem sido anunciados, os conteúdos em vídeo começam a chegar à aplicação do Spotify esta semana. Primeiro para Android, depois para iOS. Mas apenas em quatro mercados.

No entanto, a distribuição de vídeos no serviço de streaming de música não irá acontecer em simultâneo por todo o mundo. O Spotify vai privilegiar os mercados do Reino Unido, Alemanha, Suécia e Estados Unidos. Entre os parceiros já conhecidos estão a Vice Media, Maker Studios, Comedy Central, BBC e ESPN.

Segundo Shiva Rajaraman, vice presidente de produto do Spotify, os conteúdos em vídeo estiveram a ser testados em menos de 10% da base de utilizadores da empresa nos quatro mercados iniciais. “Estamos na fase final de testes”, disse, citado pelo Wall Street Journal. “Vamos lançar conforme planeado. O nosso objetivo era conseguir um portfólio alargado de conteúdos, experimentar e testar.”

Os conteúdos, para já, serão clips de curta duração, e não necessariamente musicais – por exemplo, extratos de talk shows. No entanto, há produtoras a criarem conteúdos originais para o Spotify. Rajaraman diz que os testes mostraram que apresentar vídeos relevantes com base no que a pessoa ouve é um incentivo ao clique. A série cómica de rap “Epic Rap Battles”, da Maker Studios, funcionou bem neste contexto.

Outra das conclusões dos testes é que os utilizadores não querem mil maneiras de pesquisar e encontrar vídeos. A solução que o Spotify encontrou foi focar-se na agregação em segmentos, como “Notícias da Semana”, criando uma espécie de programação. Como as playlists que toda a gente usa no serviço de música.

Um ponto importante é que o vídeo só vai estar disponível na aplicação móvel. Rajamaran reconhece que vai ser difícil, no início, habituar os utilizadores a verem vídeos numa aplicação que normalmente se usa no background. “O nosso utilizador principal é um fã de música, e não está necessariamente a olhar para a aplicação.” Nesta fase, os vídeos não vão ter publicidade. A intenção é mais aprofundar a relação entre o utilizador e o serviço, aumentando o tempo gasto na plataforma.

Depois do Android esta semana, a versão iOS vai receber o update no final da próxima. Mais mercados irão seguir-se.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor