Verizon na frente pela compra da Yahoo

Redes

A operadora norte-americana Verizon Communications está na linha da frente para adquirir a Yahoo, que já reviu as propostas finais de aquisição recebidas até hoje – a data limite para potenciais compradores.

Segundo fontes citadas pela Reuters e pela Bloomberg, a proposta da gigante de telecomunicações é a que mais agrada à Yahoo. Seria um acordo de proporções históricas, visto que a Verizon já detém a AOL, que adquiriu no ano passado por 4,4 mil milhões, e acrescentaria outra veterana da Internet.

O principal motivo? A tecnologia de venda e colocação de anúncios digitais da Yahoo, mais outros items valiosos como email, pesquisa, messenger e propriedades imobiliárias. 

A Yahoo vê a Verizon como a potencial compradora com maior capacidade de  valorizar. No entanto, as fontes avisam que as negociações ainda decorrem e não há nenhum acordo fechado, para já.

Não há também informações sobre quanto a Verizon estará disposta a pagar. As ações da empresa de Marissa Mayer – que falhou o projeto de recuperação – estão a valer em torno de 39 dólares, com a capitalização bolsista nos 37,21 mil milhões de dólares

Esta capitalização deve-se sobretudo às participações de 35,5% na Yahoo Japão e 15%  na chinesa Alibaba. Em dezembro, a gigante cancelou os planos de alienar esta participação na Alibaba e decidiu pôr-se à venda.

Além da Verizon, outros interessados incluem a AT&T, um consórcio liderado pelo fundador da Quicken Loans, Dan Gilbert, e com apoio do multimilionário Warren Buffett, a firma de investimento privado TPG Capital LP, e um consórcio com as firmas Vector Capital e Sycamore Partners.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor