Vendas da Tech Data aumentaram três por cento

Negócios

Os números mais recentes relativamente aos resultados financeiros da Tech Data revelam que a empresa registou um crescimento residual mas, ainda assim, positivo, no último ano. Relativamente aos resultados do quatro trimestre, findo em janeiro, as vendas líquidas desceram mas o resultado operacional aumentou quando comparado com o trimestre anterior. A nível global, as vendas

Os números mais recentes relativamente aos resultados financeiros da Tech Data revelam que a empresa registou um crescimento residual mas, ainda assim, positivo, no último ano. Relativamente aos resultados do quatro trimestre, findo em janeiro, as vendas líquidas desceram mas o resultado operacional aumentou quando comparado com o trimestre anterior.

shutterstock_88492132

A nível global, as vendas líquidas da Tech Data aumentaram cerca de três por cento, em 2014, e o resultado operacional registou também um aumento relativamente ao ano fiscal anterior, chegando aos 267,6 milhões de dólares, sensivelmente mais 40 milhões de dólares. Estes valores contrastam com os do resultado líquido que apresenta uma quebra de cerca de quatro milhões de dólares.

O retorno do capital investido numa base non-GAAP foi de 11 por cento, valor que Robert M. Dtkowsky, CEO da Tech Data, explica com “o enfoque no mercado e nas operações” levando a “mais de 200 pontos base acima do nosso custo médio de capital”.

Quanto ao mercado europeu, e ainda tendo por base os resultados do último ano completo, as vendas líquidas da Tech Data atingiram os 17,3 milhares de milhões de dólares o que representa mais de 60 por centos das vendas líquidas globais. A subida, a nível europeu, também é superior à global, com um crescimento de quatro por cento, nesta área.

O resultado operacional, na Europa, foi de 136,2 milhões de dólares, ou seja, 0,79 por centos das vendas líquidas, em comparação com os 80 milhões anteriores.

Augusto Soveral, country manager da Tech Data Portugal, revê-se nestes valores europeus e afirma que a “evolução em Portugal foi igualmente muito positiva, tanto nas vendas como nos índices de rentabilidade e eficiência”.

Focando-se no último trimestre, findo a 31 de janeiro, a Tech Data registou, a nível global, vendas líquidas de 7,3 milhares de milhões de dólares, menos oito por cento comparativamente com o trimestre anterior. O lucro bruto e o resultado líquido acompanharam a mesma tendência apresentando valores mais baixos.

Por outro lado, o resultado operacional mundial foi de 101,7 milhões de dólares, o que significa, aproximadamente, mais quatro milhões de dólares.

Relativamente as operações europeias, as vendas líquidas da Tech Data atingiram os 4,8 milhares de milhões de dólares, no último trimestre, apresentando uma quebra de nove por cento. O resultado operacional, na Europa, aumentou de 56 milhões de dólares para 67,9 milhões de dólares.

Para 2015, tanto Dtkowsky como Soveral mostram-se otimistas. O primeiro garante que a atenção será focada em novas oportunidades enquanto o responsável português explica que o próximo ano fiscal é encarado com entusiasmo redobrado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor