Vendas da Oracle mantêm-se mas ações sobem

CloudGestãoNegóciosResultadosServidores

Os valores relativamente ao último trimestre de 2014 da Oracle já são conhecidos e revelam um período de estagnação para a empresa que apresenta a mesma soma de vendas comparativamente com o ano anterior. No entanto, tanto as ações como os dividendos dos investidores parecem ter sofrido uma mudança positiva. Quanto ao último trimestre de

Os valores relativamente ao último trimestre de 2014 da Oracle já são conhecidos e revelam um período de estagnação para a empresa que apresenta a mesma soma de vendas comparativamente com o ano anterior. No entanto, tanto as ações como os dividendos dos investidores parecem ter sofrido uma mudança positiva.

oracle2-e1409580122508

Quanto ao último trimestre de 2013 e o de 2014, as diferenças não são muitas para a Oracle, pelo menos no que diz respeito ao volume de vendas. A empresa apresentou os resultados dos últimos meses de 2014 e revela que os valores mantêm-se com o registo de 9,3 mil milhões de dólares em vendas, o mesmo que no ano anterior.

Para justificar a aparente estagnação, a Oracle apresenta o fortalecimento do dólar norte-americano em relação às restantes moedas. Dado que as operações da empresa dão-se a nível mundial, quando moedas como o euro se tornam menos valiosas, as vendas da Oracle, quando convertidas para dólares, terão de apresentar, consequentemente, valores mais baixos. Isto significa que o número de vendas até pode ter aumentado mas que esse cenário não se traduz no aumento do valor angariado a partir das mesmas.

No comunicado de imprensa que revela estes resultados, a empresa garante que “sem o fortalecimento do dólar norte-americano, as receitas totais teriam aumentado seis por cento”. Era essa também a previsão dos analistas de Wall Street que antecipavam receitas de vendas de 9,46 mil milhões de dólares.

Ainda assim, contrariando os valores inesperados, as ações da Oracle registaram uma subida de 3,3 por cento chegando aos 43,20 dólares. Quanto aos dividendos trimestrais, também sofreram um aumento de 25 por cento valendo, agora, aos investidores 15 cêntimos por ação.

Centrando-se em setores mais específicos onde a empresa demonstra crescer positivamente, a Oracle aponta as receitas provenientes de software de cloud e plataformas virtuais como um exemplo de sucesso já que angariou 372 milhões de dólares o que significa um aumento de 30 por cento deste segmento.

A transição para a cloud tem mostrado representar uma mudança difícil para algumas empresas mas, de acordo com a Forbes, a Oracle está numa posição favorável ao crescimento, afirmando que a mesma “continuará a beneficiar à medida que as empresas procuram gerir os seus negócios através de plataformas de cloud”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor