Valeo quer apoiar carros autónomos em tecnologia da Safran

Mobilidade

A automobilística Valeo quer desenvolver plataformas para carros autónomos a partir de drones e outras tecnologias militares. A fabricante francesa planeia apoiar-se em software da sua parceira Safran para, até 2020, começar a comercializar sistemas de condução autónoma para outras marcas de carros. A Valeo, segundo informações avançadas pela Reuters, quer dentro de três anos

A automobilística Valeo quer desenvolver plataformas para carros autónomos a partir de drones e outras tecnologias militares. A fabricante francesa planeia apoiar-se em software da sua parceira Safran para, até 2020, começar a comercializar sistemas de condução autónoma para outras marcas de carros.

self driving car

A Valeo, segundo informações avançadas pela Reuters, quer dentro de três anos começar a distribuir aplicações para carros self-driving, desenhadas a partir de sistemas desenvolvidos pela parceria Safran, que se especializa nas áreas aerospacial e da defesa.

Consta que uma parceria de investigação e desenvolvimento traçada entre as duas empresas parisienses, que remonta a 2013, visa a criação conjunta de sistemas de navegação autónoma.

O diretor de inovação da Valeo, Guillaume Devauchelle, reconhece que a colaboração entre as duas empresas pode ser explorada mais a fundo, e chega mesmo a dizer à Reuters que os carros autónomos são, nada mais, nada menos, do que drones terrestres.

Apesar de os carros com capacidades de condução totalmente autónoma não se tornarem uma realidade tão cedo, os analistas veem neste mercado, que começa a ganhar forma, um grande potencial de crescimento, tanto ao nível dos próprios carros, como dos programas e sistemas inteligentes que os governam. A Reuters disse que com a Apple a Google em jogo, a tradicional indústria automóvel poderá ter os dias contados.

O diretor executivo da Valeo, Jacques Aschenbroich, afirma que esta parceria alia as capacidades de produção automóvel da Valeo ao know-how tecnológico da Safran, pelo que, assim, é potenciado o desenvolvimento de carros autónomos.

Consta que os carros da Valeo serão orientados por sensores de infravermelho, uma série de algoritmos e capacidades de mapeamento dinâmico, segundo a agência noticiosa. Estas capacidades são já utilizadas pelos drones Patroller da Safran.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor