Utilizadores não tomam precauções ao instalar apps, diz Kaspersky Lab

Segurança

A Kaspersky Lab realizou um teste intitulado “Are you cyber savvy?”, onde inquiriu 18.507 utilizadores acerca dos seus hábitos de utilização da Internet. As conclusões foram consideradas preocupantes, dado que um significativo número de utilizadores expôs a sua privacidade e os dados no seu telemóvel a possíveis ciberameaças ao instalar apps sem qualquer tipo de segurança.

Os resultados revelam que 63% dos utilizadores não presta atenção ao ler o contrato de licença antes de instalar uma nova aplicação no seu telefone e um em cada cinco (20%) nunca lê as mensagens e limita-se a clicar em “seguinte” e “aceitar”.

“Quando os internautas não leem os contratos de licença ou as mensagens durante a instalação, não têm noção do que na realidade acabaram de aceitar”, diz a empresa de segurança. “Algumas apps podem afetar a privacidade do utilizador, instalar outras aplicações ou inclusive alterar a configuração do sistema operativo de forma completamente legal, uma vez que foi o utilizador quem aceitou o contrato de licença e os termos de utilização.”

É igualmente evidenciado que quase metade dos utilizadores (43%) põem em risco os seus dispositivos móveis ao instalar com desconhecimento algumas apps: 15% dos inquiridos não estabelece qualquer limite ao que as apps podem fazer nos seus dispositivos móveis, enquanto 17% atribui permissões às aplicações, acabando mais tarde por se esquecer delas. Por outro lado, 11% pensam que não é possível alterar as permissões das apps. Quando não se controlam as permissões das aplicações, é possível, inclusive legalmente, que estas acedam aos dados pessoais e privados dos dispositivos móveis: de fotos e contactos a dados de localização, entre outros.

Para que os utilizadores possam manter os seus dispositivos móveis protegidos, a Kaspersky Lab oferece os seguintes conselhos:

  • Descarregar apps apenas de fontes fiáveis;
  • Selecionar com prudência as aplicações que deseja instalar;
  • Ler cuidadosamente o contrato de licença durante o processo de instalação;
  • Ter em conta as permissões pedidas pela app. Não clicar em “seguinte” sem ter lido tudo previamente;
  • Usar uma solução de segurança que o proteja das ciberameaças.

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor