Uma viagem com o Clio Tce 90

Escritório

Paulo sai de casa, atrasado. Foi a primeira vez que adormeceu e tem de estar, em Lisboa, em pouco mais de uma hora, para fazer a gestão, há muito agendada, de um data center. Ao chegar à garagem, entra no seu carro, um Renault Clio Tce 90. Ao sair do local onde vive, uma cidade

Paulo sai de casa, atrasado. Foi a primeira vez que adormeceu e tem de estar, em Lisboa, em pouco mais de uma hora, para fazer a gestão, há muito agendada, de um data center. Ao chegar à garagem, entra no seu carro, um Renault Clio Tce 90.

Ao sair do local onde vive, uma cidade a cerca de hora e meia da capital, recorda-se do porquê de ter comprado o carro: dentro do dinheiro que tinha decidido gastar, e precisando de um carro chamado citadino, ficou cativado com uma frase sobre o Clio Tce 90. “Altamente tecnológico e extraordinariamente eficiente em matéria de emissões e consumos”. Sabia que podia ser um golpe de marketing, mas não se preocupou com isso; no fundo, sempre tinha tido um “carinho especial” pelo modelo Clio da Renault, o primeiro carro que tinha comprado muitos anos antes.

Clio Tce 90O Tce 90 tem um motor a gasolina de três cilindros turbo de 899 centímetros cúbicos de cilindrada, um consumo de 4,3l/100km e emissões de CO2 de 99g/km.

Ao entrar na autoestrada que apanhava sempre que ia para Lisboa, e sabendo que o trânsito era quase nulo, ligou o regulador de velocidade e foi aumentando a sua velocidade, para tentar estar no data center sem chegar atrasado, ou pelo menos muito atrasado. Ao chegar à velocidade pretendida, ligou o sistema multimédia R-Link, colocou a pen USB e começou a ouvir a música que tocava. O ecrã tátil de sete polegadas torna fácil poder mexer no sistema, seja para ouvir música ou escolher o local de chegada no GPS, por exemplo.

Tinha deixado o seu telemóvel com o Bluetooth ligado, para o caso de receber uma chamada, poder atender no carro e sem se arriscar a qualquer multa.

Os outros sistemas do carro, como o Start & Stop, auxílio ao arranque em subida e ESP, acabou por não ter sido usado nesta viagem. Noutras já tinham sido úteis.

No final da autoestrada, e sabendo que o data center não ficaria muito longe, ligou o sistema Eco para poupar um pouco o combustível. Se tivesse acordado a tempo, não precisava de ter feito a viagem na velocidade a que fez.

O preço do Renault Clio Tce 90 começa a partir dos 13800 euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor