UK não quer perder talentos TI

EmpregoEmpresasGestãoInovaçãoNegóciosStartup
0 0 Sem Comentários

O governo britânico vai conceder vistos a trabalhadores das industrias TI numa tentativa de não perder as competências de excelência que tem vindo a adquirir com know-whow dos informáticos que chegaram a Londres nos últimos 10 anos e que deram um impulso significativo na industria britânica de TI, nomeadamente com a adesão ao programa Tech City.

A Tech City UK, é uma organização governamental que que tem como missão apoiar, divulgar e criar condições para que empresas TI, com foco em projetos WEB, se instalem no mercado britânico e que daí trabalhem para o mundo. Um projeto fomentado pelo ex-primeiro ministro britânico David Cameron, que almejava criar um “cluster” de TI a semelhança de Silicon Valle.

Segundo o The Telegraph, tendo o Tech City UK a prerrogativa de proceder a  pedidos de visto especiais, recebeu agora direito de endossar 250 vistos de imigração para este ano,  mais 50 do que originalmente tinham sido alocados.

Com o Brexit ficou mais difícil para as empresas contratarem talentos estrangeiros ou atrair as startups para Londres.

Gerard Grech, executivo-chefe da Tech City no Reino Unido, disse à imprensa britânica que elevar o número de vistos para 250 mostra que o governo respondeu ao apelo do setor de tecnologia para maior acesso ao talento estrangeiro.

A procura de talento para manter o nível dos anseios do governo britânico continua alto, e numa rápida ronda que a B!T fez por algumas empresas sediadas na Tech City, existe um otimismo sólido, sempre com algumas reservas no dia de amanhã, mas os informáticos com quem falámos olham para este movimento como uma demonstração de que apesar de tudo, há caminho. 

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor