Uber procura número dois para ajudar CEO

AppsGestãoMobilidade

Após uma série de incidentes e com a pressão a aumentar, a Uber está à procura de um diretor de operações (COO) que atue como número dois do CEO Travis Kalanick.

O próprio executivo confirmou isto aos colaboradores da Uber, emitindo mais tarde um curto comunicado de imprensa a indicar as intenções da empresa.

“Esta manhã  falei com a equipa da Uber indicando que estamos ativamente à procura de um diretor de operações: alguém que possa ser o meu parceiro na escrita do próximo capítulo da nossa viagem”, afirmou Kalanick à imprensa.

O recrutamento de alguém que seja um número dois forte, como Sheryl Sandberg é para Mark Zuckerberg no Facebook, acontece no meio de fortes críticas a Kalanick. O CEO foi forçado a pedir desculpas após a divulgação de um vídeo pela agência Bloomberg no qual critica um motorista da Uber aos gritos. Antes disso, foi a revelação de uma ex-engenheira da companhia de que as suas queixas de assédio sexual foram ignoradas pelos recursos humanos da Uber.

“Eu tenho de mudar, fundamentalmente, como líder, e crescer”, disse Kalanick, de 40 anos, após a divulgação do vídeo. “Essa foi a primeira vez que eu tive de admitir que preciso de ajuda na liderança, e pretendo consegui-la.”

O primeiro passo está dado, com o início da busca por um COO.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor