Uber perde licença em Londres

AppsEmpresasMobilidadeNegócios

A reguladora de transportes de Londres (TfL) anunciou que a licença da companhia de mobilidade para operar na capital do Reino Unido não será renovada. A Uber tem agora 21 dias para recorrer desta decisão para evitar ficar impedida de fazer transportes a partir do dia 1 de outubro.

A decisão da TfL da não renovação da licença, válida até dia 30 de setembro, foi baseada na “falta de responsabilidade corporativa em relação inúmeras situações que podem pôr em causa a segurança pública”, disse a entidade.

De acordo com a Reuters, a resolução vai afetar 40 mil motoristas e cerca de um terço dos carros de aluguer privados da cidade.

A empresa norte-americana já avançou que vai mesmo contestar a decisão em tribunal. Tom Elvidge, diretor geral da Uber em Londres, confirmou à imprensa que a Uber vai lutar para manter a sua operação na capital britânica.

Assim, enquanto o recurso estiver a decorrer, a empresa poderá manter os seus serviços a funcionar, mesmo que isso ultrapasse a data de validade da licença.

Este é mais um revés para a tecnológica que está a braços com uma série de problemas regulatórios em diversos países e enfrenta ainda acusações na justiça dos EUA.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor