Twitter vai notificar utilizadores expostos a propaganda russa

e-MarketingRedes Sociais

A rede social liderada por Jack Dorsey anunciou que vai notificar os utilizadores que foram expostos de alguma maneira a conteúdo gerado por um serviço de propaganda russo.

Acredita-se que a Rússia tenha interferido nas eleições norte-americanas de 2016, que acabou por eleger Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. Um dos veículos utilizados foram as redes sociais, incluindo o Twitter.

Agora, a rede social liderada por Jack Dorsey anunciou que vai notificar os utilizadores que foram expostos de alguma maneira a conteúdo gerado por um serviço de propaganda russo. Para tal, o Twitter afirma que vai enviar um email a 677.775 pessoas baseadas nos Estados Unidos que seguiram, retweetaram ou ‘gostaram’ de conteúdo de contas associadas com a Internet Research Agency (IRA) durante a eleição.

A IRA é uma organização russa que, de acordo com os investigadores, emprega centenas de pessoas para promover conteúdo a favor da Rússia através de contas falsas nas redes sociais. O Twitter acrescentou, ainda, que uma vez que estas contas já foram suspensas, o conteúdo relevante já não está disponível na plataforma.

Em setembro do último ano, a rede social anunciou que suspendeu cerca de 200 contas ligadas à Rússia. No mês seguinte, em outubro, o Twitter suspendeu os anúncios dos órgãos de comunicação social Russia Today e Sputnik.

Os principais democratas da câmara dos representantes elogiaram a decisão do Twitter e pediram às tecnológicas que continuem a investigar se as suas plataformas foram abusadas pela Rússia durante a eleição de 2016.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor