Twitter revoga acusação feita ao iOS 8

e-MarketingRedes Sociais

O CEO do Twitter admitiu que a perda de utilizadores não foi gerada por uma falha no iOS 8. Depois da atualização do sistema operativo ter sido avançada como a causa da diminuição da base de utilizadores da plataforma, Dick Costolo disse que fora o Twitter o responsável. Na semana passada, durante uma reunião com

O CEO do Twitter admitiu que a perda de utilizadores não foi gerada por uma falha no iOS 8. Depois da atualização do sistema operativo ter sido avançada como a causa da diminuição da base de utilizadores da plataforma, Dick Costolo disse que fora o Twitter o responsável.

twitter

Na semana passada, durante uma reunião com investidores, o diretor financeiro da plataforma de microblogging, Anthony Noto, apontou um dedo acusativo a uma atualização feita ao sistema operativo da Apple, responsabilizando-a pela quebra na sua base de utilizadores.

Para além de ter avançado um bug na atualização do sistema operativo como o motor da quebra, Dick Costolo dissera ainda que a sazonalidade desempenhara também um papel substancial na perda de utilizadores, visto que, segundo consta, no quarto trimestre, tendencialmente, o nível de captação de novos utilizadores é consideravelmente menor.

Contudo, a empresa já deu a mão à palmatória, admitindo que a perda de cerca de três milhões de utilizadores foi da responsabilidade do Twitter, e Costolo afirmou que não existia nenhum problema com a atualização do browser Safari para dispositivos móveis, do iOS 8.

Independentemente da causa, a quebra foi crítica para o Twitter. No terceiro trimestre de 2014, a plataforma registou 13 milhões de novos utilizadores, o que representou uma queda face ao número conseguido no trimestre anterior (16 milhões). No último trimestre de 2014 foi registada uma adição de apenas quatro milhões, fazendo com que a empresa tenha agora uma média de 288 milhões de utilizadores ativos por mês.

Os resultados financeiros relativos ao quarto trimestre foram, ainda assim, positivos. Neste período, o Twitter registou receitas de 479 milhões de dólares, quase o dobro do conseguido no ano anterior. Também conseguiu aplacar a despesa líquida, que caiu para os 125 milhões de dólares, comparativamente aos 511 milhões perdidos no quarto trimestre de 2013.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor