Twitter procura um CEO com disponibilidade full-time

Negócios

O Twitter disse que o sucessor do CEO Dick Costolo, que abandonará as funções no próximo dia 1 de julho, terá de estar em condições de firmar um compromisso de tempo-inteiro com a empresa.

Esta declaração ecoa o que fora já dito pelo príncipe saudita Alwaleed bin Talal, um dos acionistas da empresa de microblogging norte-americana, dias após o anúncio da saída do diretor executivo Dick Costolo, a 15 de junho.

A empresa contratou os serviços da Spencer Stuart para auxiliar no processo de seleção do novo CEO. A comissão responsável por encontrar o herdeiro da direção executiva do Twitter vai somente tomar em consideração os candidatos que estejam dispostos a dedicar-se de corpo e alma ao Twitter. Com isto, a comissão quer um líder cujos esforços e atenções estejam única e exclusivamente focadas no fortalecimento dos negócios da empresa e no seu consequente crescimento enquanto grande player da esfera online.

Conta a Bloomberg que a procura decorre com alguma urgência, mas que a comissão levará o despenderá o tempo necessário para descobrir o CEO ideal. Depois de Costolo abandonar o lugar, Jack Dorsey, ex-líder do Twitter, assumiu as funções enquanto diretor executivo interino.

O Twitter precisa de um CEO que seja capaz de revitalizar o negócio da empresa, cuja plataforma de microblogging tem vindo a perder utilizadores e cujos esforços para os recuperar têm sido tentativas infrutíferas. Para que a empresa regresse à mó de cima terá de ser comandada por um diretor executivo com pulso firme mas pensamento flexível e adaptável.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor