Twitter desligado das máquinas começa a respirar sozinho

EmpresasGestãoNegóciosResultados

O relatório de ganhos trimestrais que será apresentado esta quinta-feira mostra um aumento de ganhos de mais de 40% desde abril.

As notícias surgidas no mercado Norte-americano nomeada mente na bolsa de Nova Iorque, tiram o Twitter de uma situação bem complicada em que investidores, analistas e até alguns utilizadores já choravam a sua morte.

A apresentação do relatório trimestral mostra ganhos de mais de 60% desde abril, quando a empresa disse ter 328 milhões de utilizadores.

As ações do Twitter fecharam esta terça-feira (25), em $19,97, um aumento significativo, relativo ao mínimo de sempre, atingido a 17 de abril de valor por ação de $14,12.

O aumento do interesse na empresa por parte dos investidores é um impulso moral para o Twitter que nos últimos tempos tem sofrido um conjunto de dúvidas sobre a sua continuidade, e tem lutado contra tudo e contra todos, para ter uma boa performance de gestão e se manter viável.

Espera-se que o relatório trimestral mostre receitas $536,6 milhões, de acordo com uma previsão Thomson Reuters. O que significa uma queda de 10,9 por cento relativamente aos $602 milhões registados em 2016.

Embora este crescimento trimestral seja ainda pouco, existe um otimismo crescente tendo em conta o aumento de figuras públicas que usam esta rede social para comunicar, nomeadamente chefes de estado, especialistas de diversos setores da economia, e representantes ONGs de relevância mundial.

Em declarações a Reuters o analista Michael Pachter da Wedbush Securities, afirmou que, “As pessoas estão dispostas a dar-lhes o benefício da dúvida se eles começarem a crescer de novo”, o que representa bem o sentimento em Wall Street pelo Twitter, perante isto pode desligar-se a maquina porque já está respirar sozinho, mas o Twitter continua nos cuidados incentivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor