Twitter compra 900 patentes à IBM

Business IntelligenceData-StorageEmpresasNegóciosSoftware

A empresa Twitter assinou um acordo de licenciamento bilateral com a IBM, pondo fim assim a uma polémica de que a rede social violava pelo menos três patentes da IBM. Num momento em que surge a concorrência de gigantes como a Google e o Facebook, a empresa Twitter conseguiu negociar com a IBM a partilha

A empresa Twitter assinou um acordo de licenciamento bilateral com a IBM, pondo fim assim a uma polémica de que a rede social violava pelo menos três patentes da IBM.

IBM

Num momento em que surge a concorrência de gigantes como a Google e o Facebook, a empresa Twitter conseguiu negociar com a IBM a partilha da propriedade inteletual da empresa. A negociação foi feita em detrimento da via judicial, que ligava as duas empresas a uma polémica de violação de patentes por parte do Twitter.

Segundo Ben Lee, diretor jurídico do Twitter, a “aquisição de patentes da IBM e o acordo de licenciamento, permitem ao Twitter fornecer maior proteção à propriedade inteletual, bem como dar liberdade de ação para inovar em nome de todos aqueles que usam o serviço Twitter”.

 

A IBM repete assim acordos idênticos aos que já tinha mantido com o Facebook em 2012, para a cedência de 750 patentes, e com a Google em 2010, envolvendo mil patentes. A empresa é uma das maiores detentoras de propriedade intelectual do mercado, com mais de 41 mil registos em seu poder.

A International Business Machines Corporation é uma multinacional norte-americana na área da tecnologia e consultoria e que fabrica e comercializa hardware e software, bem como oferece infraestrutura, hospedagem e serviços de consultoria em áreas que desde computadores de mainframe à área da nanotecnologia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor