Portuguesa Trigger vai estabelecer-se no Chile

InovaçãoNegóciosStartupTecnologia Verde
0 0 Sem Comentários

A startup que começou no Fundão desenvolveu uma plataforma com objetivos ambientais vai agora começar a sua escalada na América do Sul, a convite do governo do Chile.

A plataforma da startup portuguesa permite reduzir os consumos de água e energia na rega e está a desenvolver aplicações com parceiros em diferentes áreas como a saúde, a gestão de hotéis e smart cities.

O trabalho que vai ser feito com o governo chileno tem como objetivos a deteção e prevenção de incêndios, a poupança de água e energia no setor da agricultura e a poupança de energia e aumento da eficiência e produção de energia renovável.

A trigger entra no Chile comas condições para instalação da empresa e todas as infraestruras de suporte, “um programa de acolhimento para facilitar os contactos neste pais,e ainda apoia todas as despesas de instalação da empresa viagens e os salários de toda a equipa.” Explica a startup em comunicado.

A empresa foi escolhida pelo governo chileno perante uma seleção de startups mundiais com resposta nestas áreas.

Em setembro de 2016, a trigger foi acelerada num programa da UPTEC, ganhou o IOT Challenge da PT empresas, e foi com o apoio da PT que esteve presente na WebSummit, em Lisboa. A empresa venceu também o IOTvalley em França, enquanto estava em representação do país no evento europeu sobre impactos climáticos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor