Tribunal Europeu valida compra do Skype pela Microsoft

Gestão de RedesNegóciosRedes

A compra do Skype pela Microsoft já tinha sido concretizada em 2011, mas a Cisco contestou o negócio alegando que a multinacional poderia criar um monopólio no segmento das comunicações digitais. No entanto, o Tribunal da União Europeia já validou a aquisição. A Cisco tinha concordado com a validação do negócio pela União Europeia, mas

A compra do Skype pela Microsoft já tinha sido concretizada em 2011, mas a Cisco contestou o negócio alegando que a multinacional poderia criar um monopólio no segmento das comunicações digitais. No entanto, o Tribunal da União Europeia já validou a aquisição.

dsc00976A Cisco tinha concordado com a validação do negócio pela União Europeia, mas única e exclusivamente no caso da Microsoft estar disposta a aceitar alguns remédios com o objetivo de proteger a concorrência.

Segundo o Tribunal Europeu, a Cisco não tinha argumentos suficientes para comprovar que o negócio iria prejudicar a concorrência nos Estados-membro. Os juízes concluíram que nem o mercado de consumo nem o mercado empresarial dos serviços de videochamada sairia menos competitivo.

A operadora de telecomunicações italiana SpA também apoiava a Cisco neste sentido e as duas empresas ainda podem recorrer ao Tribunal Europeu de Justiça.

A Cisco também tentou adquirir o Skype, tendo havido relatos de que a empresa estaria disposta a pagar, em 2010, mais de cinco mil milhões de dólares, o que corresponde a 3,6 mil milhões de euros. No entanto, a Microsoft conseguiu levar a melhor e comprou o Skype por 8,5 mil milhões de dólares (6,2 mil milhões de euros).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor