Trabalhadores chineses da Nokia protestam negócio com a Microsoft

EmpresasNegócios

Centenas de trabalhadores juntaram-se no exterior da fábrica da Nokia no sul da China para protestar contra aquilo que dizem ser um tratamento injusto, seguindo a venda da unidade de telemóveis para a Microsoft. A falta de confiança dos empregados leva várias vezes os trabalhadores chineses a terem receio das suas condições de empregabilidade e

Centenas de trabalhadores juntaram-se no exterior da fábrica da Nokia no sul da China para protestar contra aquilo que dizem ser um tratamento injusto, seguindo a venda da unidade de telemóveis para a Microsoft.

workersA falta de confiança dos empregados leva várias vezes os trabalhadores chineses a terem receio das suas condições de empregabilidade e a confrontação na cidade de Dongguan marca o último incidente nas fábricas chinesas.

Os trabalhadores no exterior da fábrica afirmam lutar para mudar os seus contratos, como as más condições de empregabilidade que dizem terem sido forçados a assinar depois do negócio entre a Nokia e a Microsoft. Um jovem trabalhador da fábrica afirma que “vamos definitivamente a continuar a lutar a termos o que consideramos justo”.

A polícia de intervenção agrediu e prendeu quatro trabalhadores. A Nokia, no entanto, afirma que a interação entre os protestantes e a polícia foi pacífica, acrescentando que vai continuar as conversações com os funcionários.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor