TP-Link mais forte no mercado português

Negócios

A TP-Link cresceu quase 40 por cento no mercado português em 2014. No teatro internacional, a empresa conseguiu chegar aos dois mil milhões de dólares em volume de negócio e fortalecer o seu posicionamento no segmento mundial das WLAN. Com mais de 278 mil equipamentos de rede vendidos em 2014, a TP-Link registou um crescimento

A TP-Link cresceu quase 40 por cento no mercado português em 2014. No teatro internacional, a empresa conseguiu chegar aos dois mil milhões de dólares em volume de negócio e fortalecer o seu posicionamento no segmento mundial das WLAN.

negócio crescimento

Com mais de 278 mil equipamentos de rede vendidos em 2014, a TP-Link registou um crescimento de 39,87 por cento do seu negócio português. O mesmo se verificou no panorama internacional, quando a empresa alcançou um volume de negócios de dois mil milhões de dólares, superando os 1,8 mil milhões de dólares de 2013.

O segmento do retalho é um componente-chave deste crescimento, representando 55 por cento do negócio da TP-Link. Diz a empresa que os produtos mais vendidos são os extensores de sinal e os adaptadores PLC (comunicação através de uma rede elétrica). Os equipamentos de tecnologia 3G estão entre os menos vendidos.

No mercado nacional de adaptadores para comunicação via rede elétrica a quota da TP-Link excede os 50 por cento. “Nos routers Wi-Fi a quota de mercado local da TP-LINK já está nos 33% liderando quase em paralelo com a Meo e longe dos outros concorrentes”, avançam fontes oficiais da empresa.

A prestação da TP-Link em Portugal assenta na venda de produtos tecnologicamente inovadores, na otimização de serviços de apoio ao cliente e no fortalecimento da rede de distribuição.

“Estes resultados decorrem do enorme esforço em recursos que estamos a fazer a nível local, quer ao nível do canal quer no fortalecimento dos nossos serviços técnicos”, refere Marvin He, responsável pelas operações portuguesas da TP-Link. “Em conjunto com o forte compromisso da empresa em Investigação e Desenvolvimento (onde são investidos 8% das nossas vendas globais) isto permite obter elevadas taxas de crescimento dos negócios ano após ano”.

O gestor territorial disse também que o mercado português é de crucial importância para a TP-Link, e que a empresa vai apostar no reforço da sua rede de distribuição, para além de investir no fortalecimento das suas equipas de profissionais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor