Toshiba despede 3000 funcionários da produção de TV

EscritórioNegócios

A Toshiba vai fechar duas fábricas e concentrar a produção de televisões num só complexo. O despedimento representa 50 por cento da sua força de trabalho no segmento de televisores. A empresa quer que o fabrico em modelo de outsourcing represente 70 por cento dos televisores produzidos. O corte na força laboral é cerca de

A Toshiba vai fechar duas fábricas e concentrar a produção de televisões num só complexo. O despedimento representa 50 por cento da sua força de trabalho no segmento de televisores.

ToshibaA empresa quer que o fabrico em modelo de outsourcing represente 70 por cento dos televisores produzidos. O corte na força laboral é cerca de três mil pessoas na estrutura. Os despedimento têm como objetivo reduzir as despesas no setor de TV por forma a aumentar o lucro de uma área de negócio que tem perdido dinheiro.

Para além da redução da força de trabalho, a Toshiba vai reorganizar o segmento dos televisores. Duas das três fábricas que a empresa tem atualmente fora do Japão (China, Indonésia e Polónia) vão fechar, sendo que a produção própria vai ficar concentrada num único local.

A empresa japonesa quer aumentar a produção de modelos de outsourcing de 40 para 70 por cento e vai terminar com o negócio em mercados “não lucrativos”. A Toshiba vai, ainda, reforçar a aposta nos mercados asiáticos e africanos e vai ter em especial conta a produção de televisores Ultra HD.

O negocio de televisões vai deixar de fazer parte da divisão de Serviços e Produtos Digitais e vai ser integrado na divisão de eletrodomésticos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor