TomTom ganha novo contrato da Apple

MobilidadeNegócios

A Apple renovou o contrato com a TomTom, através do qual a empresa holandesa continuará a ser um dos principais fornecedores de serviços de mapeamento e navegação digitais para a criadora do iPhone. Como consequência, as ações da TomTom disparam, subindo mais de sete por cento e atingindo o valor mais alto em quase seis

A Apple renovou o contrato com a TomTom, através do qual a empresa holandesa continuará a ser um dos principais fornecedores de serviços de mapeamento e navegação digitais para a criadora do iPhone. Como consequência, as ações da TomTom disparam, subindo mais de sete por cento e atingindo o valor mais alto em quase seis anos.

tomtom go

Desde 2012 que a TomTom a Apple colaboram, altura em que a fabricante de smartphones decidiu abandonar os serviços da sua rival Google. O iPhone 6 já conta com aplicações que se alimentam da tecnologia da TomTom.

Contactada pela B!T, a empresa sueca afirmou que “de momento não serão prestadas declarações neste âmbito”.

A Apple tem procurado ativa e terminantemente fortalecer-se enquanto player temerário na esfera da navegação digital. Para além da parceria de longa data TomTom, a marca da maçã mordida comprou já a Embark e a HopStop, e esta segunda-feira a B!T relatou que havia adquirido a Coherent Navigation, empresa criadora de sistemas de geolocalização de alta precisão.

A renovação deste acordo surge numa altura em que a Nokia analisa as propostas de aquisição da sua unidade de mapeamento digital Here. Os analistas acreditam que o comprador do negócio estará na indústria automóvel alemã ou, então, será a própria Uber, que mostrou estar disposta a oferecer três mil milhões de dólares. No entanto, a Apple é também faz parte desta equação e pode ainda levar para casa a unidade da Nokia.

O CEO da TomTom, Harold Goddjin, disse à Reuters que a empresa holandesa tem procurado revitalizar o seu negócio, adotando um rumo que poderá levá-la até aos lugares cimeiros do mercado dos carros conectados.

O anúncio do novo contrato fez as ações da TomTom saltar, esta manhã, até aos 8,934 euros, escorregando para os 8,834 pouco depois. 2015 está a provar-se ser um bom ano para a fabricante de software de navegação, visto que em apenas cinco meses o valor das suas ações subiu 54 por cento, fruto de contratos traçados com empresas automobilísticas no âmbito dos carros conectados, o próximo estágio da indústria dos automóveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor