Tesla e Panasonic vão colaborar na produção de painéis solares

EmpresasInovaçãoNegóciosTecnologia Verde
0 0 Sem Comentários

A Tesla e a Panasonic entraram num acordo para colaborarem na produção de células e painéis solares numa fábrica em Nova Iorque. As duas empresas já são parceiras há algum tempo na produção de baterias.

O acordo, no entanto, estará dependente da votação dos investidores da Tesla com relação à compra da SolarCity. Isso acontecerá esta semana. Os termos financeiros da colaboração nos painéis solares não foram revelados, mas a a produção ocorrerá numa nova fábrica que a SolarCity está a constuir em Buffalo.

A Panasonic deverá iniciar a produção nesse local em 2017, e a Tesla pretende assinar um compromisso de aquisição desses painéis a longo prazo.

O acordo foi anunciado numa publicação no blogue da Tesla. “Estamos entusiasmados para expandir a nossa parceria com a Panasonic, à medida que avançamos para o acordo entre a Tesla e a SolarCity”, afirmou JB Straubel, diretor técnico e cofundador da fabricante automóvel. “Ao trabalharmos juntos na energia solar, podemos acelerar a produção de células e módulos solares altamente eficientes e confiáveis.”

Segundo o press release da Tesla, a ideia é usar as células e módulos num sistema de energia fotovoltaica que funcionará integrado com os seus produtos de armazenamento de energia Powerwall e Powerpack. 

A Panasonic é a provedora das baterias do Model 3, o primeiro elétrico da Tesla dirigido às massas, com um preço mais baixo – à volta dos US$ 35,000-40,000.

Em 2015, a SolarCity anunciou que iria produzir um novo tipo de painel solar na fábrica, que seria mais eficiente na transformação de energia solar em eletricidade. A empresa está a ser  adquirida pela Tesla, um negócio que não foi muito bem entendido por vários analistas e investidores. O CEO da fabricante elétrica, Elon Musk, também é acionista maioritário da SolarCity.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor