Teradata com resultados acima do esperado

CloudData-StorageEmpresasNegócios

A Teradata reportou resultados do segundo trimestre acima do esperado pelo mercado, oq ue levou as ações a subirem para máximos de três meses.

Em causa está especialmente o lucro: a Teradata obteve resultados líquidos positivos de 64 milhões de dólares, ou 49 cêntimos por ação, muito melhor que o prejuízo de 265 milhões no mesmo período do ano passado, ou 1.87 dólares por ação.

Isto apesar da redução das receitas globais, de 623 para 599 milhões, o que aconteceria também mesmo excluindo o impacto do desinvestimento nalgumas áreas – nomeadamente as aplicações de marketing, negócio que foi vendido no início de julho por 90 milhões de dólares. Esta divisão teve prejuízos de 18 milhões na primeira metade de 2016 e de 45 milhões no ano fiscal de 2015. 

“No segundo trimestre, entregámos resultados sólidos, avançámos a nossa estratégia e acelerámos o ritmo das inovações tecnológicas”, comentou Vic Lund, presidente e CEO da Teradata. O executivo agradeceu à equipa pelo seu entusiasmo na concretização da transformação da empresa. “Com base nas visitas recentes que fiz à comunidade global, os nossos clientes confiam tanto a nossa tecnologia de ponta como a nossa capacidade de os ajudar a gerarem valor de negócio”, acrescentou Lund. “Vamos continuar focados na entrega do que os clientes querem e precisam.”

A empresa já concluiu a fase de redução de custos e está agora a investir nas iniciativas de ofertas na cloud e numa reestruturação da sua estratégia de abordagem ao mercado. Todas estas medidas – que incluem a contratação de Vic Lund como CEO – estão a ser tomadas para revitalizar a empresa, cuja performance caiu nos últimos anos. Em julho, a tecnológica adquiriu uma empresa londrina, Big Data Partnership, para focar no mercado da Europa e Médio Oriente.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor