InnoWave abre escritório no Reino Unido

EmpresasNegócios

No decorrer da estratégia de internacionalização a empresa portuguesa InnoWave abriu uma filial naquele que é o seu segundo mercado internacional. Segundo a empresa, o objetivo é crescer nos clientes já existentes e potenciar a venda da consultoria -nas áreas de BSS e OSS para Operadores de Telecomunicações, e na oferta de produtos. “Com esta abertura

No decorrer da estratégia de internacionalização a empresa portuguesa InnoWave abriu uma filial naquele que é o seu segundo mercado internacional. Segundo a empresa, o objetivo é crescer nos clientes já existentes e potenciar a venda da consultoria -nas áreas de BSS e OSS para Operadores de Telecomunicações, e na oferta de produtos.

Innowave_LondonArrival_Final

“Com esta abertura a InnoWave prevê fechar 2015 com um volume de negócios de mais de 800 mil euros. Para breve está a inauguração de outro escritório, desta vez nos Estados Unidos da América ou na Holanda”, diz a empresa em comunicado.

Inicialmente o escritório de Londres contará com 10 colaboradores, que estarão a trabalhar projetos de clientes ingleses. “Até ao final do ano, a InnoWave conta aumentar a sua equipa, recrutando simultaneamente no mercado local e deslocando colaboradores de Portugal”.

Este é o segundo escritório internacional da InnoWave, naquele que é considerado como um mercado estratégico para a empresa. A decisão teve por base projetos já em curso para clientes locais, nomeadamente para a Vodafone e a Sky. Como refere Tiago Gonçalves, CEO da InnoWave Technologies, “Londres tem uma ligação muito próxima a outro mercado muito importante e estratégico para nós – os Estados Unidos da América”.

Em termos de oferta, a InnoWave irá apostar na consultoria nas áreas de BSS e OSS – para operadores de telecomunicações – assim como a oferta de produtos, onde se destaca o InnSpect – robot de automação de testes, e as soluções de TV interativa.

O investimento efetuado na abertura do escritório em Londres rondou os 90 mil euros com a InnoWave a prever terminar o ano com um volume de negócios superior a 800 mil euros, o que equivale a 14% da receita global. Sendo que atualmente o mercado internacional já representa 52% do negócio a nível global – a previsão é de este valor aumente para 55 por cento no final de 2015.

A InnoWave encontra-se ainda a avaliar a expansão da sua atividade para novos mercados. O terceiro escritório internacional, a abrir ainda este ano, deverá localizar-se nos Estados Unidos da América ou na Holanda.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor