Telecom Italia quer a totalidade da sua divisão de media

NegóciosOperadoresRedes

A Telecom Italia quer comprar por inteiro a sua unidade de media. As informações avançadas pela Bloomberg apontam para o fim da posição da divisão da operadora como uma entidade pública, passando a estar totalmente sob a alçada daquele que é o seu maior investidor. De acordo com pessoas próximas do assunto, citadas pela Bloomberg,

A Telecom Italia quer comprar por inteiro a sua unidade de media. As informações avançadas pela Bloomberg apontam para o fim da posição da divisão da operadora como uma entidade pública, passando a estar totalmente sob a alçada daquele que é o seu maior investidor.

telecom-italiaDe acordo com pessoas próximas do assunto, citadas pela Bloomberg, será hoje discutida a aquisição da totalidade do negócio de media pela própria Telecom Italia, numa reunião do conselho diretivo. Consta ainda que a operadora italiana detém uma participação maioritária de 78 por cento na Telecom Italia Media, uma unidade que deixará de estar cotada na bolsa, caso venha a verificar-se o negócio de aquisição.

A Telecom Italia, que lidera o mercado italiano de telecomunicações, irá, segundo as fontes da agência noticiosa, incorporar integralmente a Telecom Italia Media, de forma a reduzir gastos e a simplificar a sua arquitetura corporativa.

A Bolsa de Itália suspendeu a venda das ações da divisão de media até que seja emitida uma decisão por parte da Telecom Italia. Na quarta-feira, os títulos da subsidiária subiram 1,9 por cento, para os 1,05 euros.

A Telecom Italia Media foi criada 2003 com propósito de gerir os ativos de Internet e de media da operadora italiana. Desde de 2005, disse a Bloomberg, as ações da Telecom Italia Media perderam 90 por cento do seu valor, pelo que a empresa está agora avaliada em cerca de 110 milhões de euros.

O diretor executivo Marco Patuano tem procurado atenuar os prejuízos da Telecom Italia e coloca-la de novo na linha da rentabilidade. No final de setembro de 2014, a maior operadora de telecomunicações de Itália registava uma perda líquida de 26,6 mil milhões de euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor