Telecom Italia com primeiros lucros em banda larga desde 2010

NegóciosOperadoresRedes

Os números dos últimos anos não eram animadores para a Telecom Italia relativamente ao campo da banda larga. Porém, o último relatório demonstra que, em 2014, a operadora conheceu os primeiros lucros, desde 2010, com valores que ultrapassam os mil milhões de euros. A venda de bens da Telecom Italia bem como a aposta em

Os números dos últimos anos não eram animadores para a Telecom Italia relativamente ao campo da banda larga. Porém, o último relatório demonstra que, em 2014, a operadora conheceu os primeiros lucros, desde 2010, com valores que ultrapassam os mil milhões de euros.

business-growth

A venda de bens da Telecom Italia bem como a aposta em serviços de banda larga mais rápidos e apelativos para os consumidores fez com que a operadora conseguisse sair do período de estagnação em que se encontrava, neste setor, e obtivesse os primeiros lucros dos últimos anos.

Em 2014, a Telecom Italia alcançou os 1,35 mil milhões de euros, no setor de banda larga, área em que não obtinha lucros desde 2010. Comparativamente com o ano anterior, em que os resultados financeiros apontavam para uma perda de 674 milhões de euros, os valores mais recentes são um sinal positivo de que os esforços da operadora estão a dar frutos.

A empresa terá, agora, de continuar a diminuir as suas dúvidas para que perca, definitivamente, o estatuto de “junk”, atribuído por algumas instituições financeiras. Nesse sentido, anunciou a angariação de dois mil milhões de euros através de troca de obrigações para reduzir a dívida.

Para complementar o pacote de estratégias que tem em vista a revitalização da operadora, a Telecom anunciou também o reforço do investimento e desenvolvimento de centros de dados próprios que possam suportar os serviços de cloud bem como as suas soluções internacionais, nomeadamente no Brasil. Cerca de 15 mil milhões de euros serão investidos na modernização das redes para que o setor de banda larga possa continuar a apresentar resultados positivos, deixando de lado o cenário de prejuízos constantes dos anos anteriores.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor