Tecnológicas contra Washington sobre dados da Microsoft

e-RegulaçãoGestão de RedesLegalRedes

A Apple, a Cisco e a Electronic Frontier Foundation demonstraram hoje o seu apoio das reivindicações da Microsoft relativamente a um mandado de busca que foi emitido pelo governo norte-americano que obrigava a tecnológica liderada Satya Nadella a divulgar os dados de utilizadores armazenados nos seus servidores em Dublin. As três tecnológicas juntaram-se à campanha

A Apple, a Cisco e a Electronic Frontier Foundation demonstraram hoje o seu apoio das reivindicações da Microsoft relativamente a um mandado de busca que foi emitido pelo governo norte-americano que obrigava a tecnológica liderada Satya Nadella a divulgar os dados de utilizadores armazenados nos seus servidores em Dublin.

microsoft

As três tecnológicas juntaram-se à campanha de apoio da Verizon e da AT&T, que no início da semana passada submeteram documentos judiciais onde defendiam a posição da Microsoft e recriminavam o comportamento autoritário de Washington, que exigiu acesso aos emails de utilizadores armazenados nos seus servidores irlandesas.

A procuração foi emitida em dezembro pelo governo norte-americano com o intuito de obter acesso a informações de utilizadores, alegando que esses dados seriam parte de uma investigação criminal em curso.

Contestando a exigência de conteúdo confidencial, a Microsoft alegou que o governo desfruta de uma posição “extraordinária”, visto que um mandado de busca emitido para uma qualquer provedora de serviços de correio eletrónico sediada nos Estados Unidos prontamente se poderá estender aos emails de qualquer subscritor, estejam esses dados armazenados em que país estiverem.

A Microsoft disse ainda que é surpreendente que este mandado possa ser executado sem o conhecimento ou o consentimento do utilizador em questão nem do governo estrangeiro envolvido.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor