Tecnológicas aliam-se sobre transmissão de dados ultra-veloz

Data-StorageNegócios

A NEC Corporation, a NTT Corporation e a Fujitsu Limited anunciaram terem conseguido realizar com sucesso um teste de transmissão a velocidades na ordem dos 400Gbps/canal, utilizando a mais avançada tecnologia de transmissão ótica digital coerente do mundo, representando um passo importante em direção à sua comercialização.   O teste validou a transmissão de sinais

A NEC Corporation, a NTT Corporation e a Fujitsu Limited anunciaram terem conseguido realizar com sucesso um teste de transmissão a velocidades na ordem dos 400Gbps/canal, utilizando a mais avançada tecnologia de transmissão ótica digital coerente do mundo, representando um passo importante em direção à sua comercialização.

Big Data

 

O teste validou a transmissão de sinais de 12,4-24,8Tbps sobre fibra ótica, resultantes da multiplexagem por divisão de comprimento de onda de até 62 canais de 400Gbps, com diferentes capacidades para cada método de modulação, a distâncias variando entre algumas centenas de quilómetros e dez mil quilómetros.

Com a implementação desta tecnologia num transceiver ótico, quadruplicou-se a capacidade de transmissão sobre fibra ótica já instalada, permitindo a construção das mais avançadas redes core do mundo com capacidade para lidar com transmissões de vídeo de ultra alta definição e com o crescimento generalizado do tráfego gerado pelas comunicações machine-to-machine (M2M).

Com base nestes resultados, as três empresas irão acelerar os seus esforços para comercializar a tecnologia de transmissão ótica de 400Gbps. Esta iniciativa de investigação e desenvolvimento foi promovida e patrocinada pelo Ministério da Administração Interna e das Comunicações (MIC) do Japão, como parte do seu programa para a Investigação e Desenvolvimento de Redes de Velocidade Ultra Rápida e de Redes Fotónicas Amigas do Ambiente.

Para acomodar o crescimento explosivo no tráfego de comunicações de dados resultante da adoção generalizada dos smartphones e do acesso em fibra ótica até à casa do cliente, o mercado está a progredir no sentido de aumentar o número de sistemas de transmissão ótica de cem gigabytes por segundo que utilizam tecnologia digital coerente.

A NTT, a NEC, e a Fujitsu têm promovido a investigação e desenvolvimento da tecnologia ótica digital coerente de cem gigabytes por segundo como parte dos programas do MIC para a Investigação e Desenvolvimento de Tecnologias de Sistemas de Transmissão Ótica de Alta Velocidade (ano fiscal de 2009) e Investigação e Desenvolvimento de Tecnologias Óticas «Edge Node» de Velocidade Ultra Rápida (ano fiscal 2010-2011). Os resultados destas iniciativas de desenvolvimento estão atualmente a ser integrados por cada uma destas empresas tendo por objetivo a sua disseminação pelas redes óticas em todo o mundo. Além disso, o DSP coerente utilizado nestes programas detém atualmente a maior quota de mercado a nível mundial.

No entanto, a crescente exploração do big data e o crescimento das comunicações M2M conduziram não só a maiores volumes de dados como também a uma maior diversificação dos mesmos, criando a necessidade de implementar redes core óticas de próxima geração capazes de transmitir os dados a velocidades ultra rápidas e de forma flexível e económica. Nesse sentido, a NTT, a NEC e a Fujitsu comprometeram-se no ano fiscal de 2012 a realizar o «Projeto de Investigação e Desenvolvimento para Redes de Velocidade Ultra Rápida e Redes Fotónicas Amigas do Ambiente», um programa de investigação patrocinado pelo MIC, tendo já dado passos importantes na Investigação e Desenvolvimento conjuntos da mais avançada tecnologia do mundo, para a transmissão ótica digital coerente de 400Gbps/canal.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor