Tecnologia é uma das prioridades do novo CEO da Deloitte

EmpresasGestão

O novo CEO da Deloitte, Punit Renjen, executivo que iniciou as suas novas funções a 1 de junho, definiu as prioridades globais da organização, com o propósito de afirmar o sentido de missão que irá guiar a rede global, que opera em mais de 150 países com mais de 210 mil profissionais.

“Todos os stakeholders da Deloitte – sejam clientes, profissionais da organização ou comunidades com as quais trabalhamos – esperam que a nossa atividade tenha neles um impacto positivo e relevante”, afirma Punit Renjen. “Isto significa que temos que nos posicionar para alcançar uma liderança clara em áreas críticas através da concretização de prioridades muito específicas”, disse em comunicado enviado à imprensa.

Punit Renjen definiu um conjunto de prioridades estratégicas que inclui o reforço do investimento na adoção de tecnologias líderes em áreas chave do negócio de auditoria, consultoria fiscal, consultoria de gestão, financial advisory services e gestão de risco, para responder aos desafios dos clientes. Outras prioridades incluem a definição do padrão de qualidade a nível mundial, a implementação da “híper-colaboração” entre a rede de firmas membro para oferecer competências globais que possam ser adaptadas às necessidades locais, e a criação de experiências de desenvolvimento diferenciadoras que atraiam e inspirem o talento.

Além do interesse em se focar na qualidade da oferta de serviços a clientes de diversos setores e indústrias, o novo CEO da Deloitte Global pretende aumentar a capacidade da rede Deloitte em áreas como as tecnologias cognitivas, cloud computing, aplicações digitais e sociais, ciber-security, risco e serviços de gestão de crise.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor