Tecnologia 4DX chega aos cinemas em Portugal

EmpresasInovaçãoNegócios

Sentir a cadeira a tremer, o vento a soprar na cara e o nevoeiro a cerrar-se sobre os olhos são alguns dos efeitos que as novas salas de cinema 4DX vão oferecer aos espectadores portugueses. A tecnologia chega aos cinemas nacionais no primeiro semestre de 2016, fruto de uma parceria entre a NOS e a CJ 4Dplex.

Ao todo, são cerca de vinte os efeitos que as salas 4DX conseguem proporcionar, com sensações sincronizadas com o filme. A NOS indica que esta é a “primeira tecnologia multidimensional adaptada ao cinema comercial” e a sua estreia irá acontecer primeiro em salas de Lisboa e Porto.

Os efeitos da 4DX são possíveis através do sistema eletrónico de movimentos das cadeiras, que simulam sensações como voar, cair, acelerar ou travar. Depois, são instalados sistemas de recriação ambiental na sala, que imita a sensação de vento, chuva, nevoeiro, aromas, entre outros.

“A tecnologia 4DX é uma nova abordagem e uma outra fronteira”, afirma o administrador dos cinemas NOS Lusomundo, Luís Robredo Mota, lembrando que a marca trouxe o IMAX para Portugal em 2013 e que tem a seu cargo a gestão de 200 salas de cinemas. “Vamos proporcionar cinema ainda mais imersivo e dar outra dimensão à exibição de cinema”, acrescenta o responsável.

Esta não é ainda uma tecnologia com grande disseminação pelo mundo, havendo cerca de 180 salas equipadas com 4DX em 37 países. “Em parceria com os produtores de Hollywood mais reconhecidos, o formato 4DX desperta os 5 sentidos de forma incomparável, tornando-se a experiência de cinema absoluta”, sublinha a NOS.

É também uma forma de atrair espectadores que perderam o hábito de ir ao cinema, apesar de este segmento ter registado um aumento no ano passado: de acordo com o Instituto do Cinema e Audiovisual, tanto as entradas como as receitas de bilheteira aumentaram nos primeiros nove meses de 2015. As entradas subiram 2,2 milhões (de 8,6 para 10,8 milhões de espectadores) e as receitas evoluíram de 44,8 para 55,7 milhões de euros.

“Provando-se como um avanço para envolver ainda mais as audiências, o 4DX tem mostrado fortes performances em toda a Europa – da República Checa à Inglaterra, passando pela Suíça, Hungria, Polónia e Roménia”, garante o CEO CJ4Dplex, Byung Hwan. “Acreditamos fortemente que o 4DX também irá ser um sucesso em Portugal, e estamos muito animados em trabalhar com a NOS para continuar a nossa expansão internacional.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor