TAP permite utilização de aparelhos eletrónicos nos voos

Escritório

A TAP anunciou que a utilização de aparelhos eletrónicos vai passar a ser permitida em todas as fases dos voos. No entanto, os aparelhos vão ter de estar configurados em “modo voo”, com os sistemas de comunicação e transmissão de dados desativados. Segundo um comunicado emitido pela companhia de aviação portuguesa, a utilização de aparelhos

A TAP anunciou que a utilização de aparelhos eletrónicos vai passar a ser permitida em todas as fases dos voos. No entanto, os aparelhos vão ter de estar configurados em “modo voo”, com os sistemas de comunicação e transmissão de dados desativados.

TAP-Aviao-paradoSegundo um comunicado emitido pela companhia de aviação portuguesa, a utilização de aparelhos eletrónicos pessoais durante todas as fases do voo é permitida desde ontem, dia 13 de janeiro. Até agora os passageiros eram obrigados a desligar os equipamentos durante a descolagem e durante a aterragem.

No entanto, é necessário que os aparelhos estejam configurados em modo de voo, isto é, onde todos os modelos de comunicações estão desligados. Apesar disto, a empresa faz uma observação aos computadores portáteis por questões de segurança: “A utilização de computadores portáteis está, porém, restringida nas fases de descolagem e aterragem, devendo esses equipamentos ser guardados e devidamente acomodados, de forma a ser garantida a segurança dos restantes passageiros”.

Os aparelhos eletrónicos pessoais podem ser usados durante os voos desde que os sistemas de comunicação e transmissão de dados wireless e bluetooth estejam desativados.

A companhia aérea portuguesa salienta que as normas de utilização de aparelhos eletrónicos a bordo devem ser sempre estritamente observadas e cumpridas, razão pela qual o uso de aparelhos como walkie-talkies, rádios portáteis, brinquedos com controlo remoto e outros não é permitido durante todas as fases do voo.

Esta alteração nas regras acontece dois meses depois de a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) ter aprovado o uso de equipamentos eletrónicos em todas as fases de voos realizados na Europa.

A Comissão Europeia também já aprovou um conjunto de novas regras que permite às companhias aéreas decidir se permitem o uso de serviços de telecomunicações com base em 3G ou 4G nas fases de voo acima dos três mil metros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor