Ransomware

Cerca de 26% dos ataques ransomware são direcionados a empresas

O ano de 2017 será lembrado como o ano em que a ameaça de ransomware evoluiu de forma rápida e repentina, dirigindo-se a empresas em todo o mundo com uma série de ataques destrutivos e cujo objetivo final continua ainda por conhecer. Estes ataques incluíram o WannaCry a 12 de maio, o ExPetr a 27 de junho, e o BadRabbit no final de outubro. Todos utilizaram exploits desenvolvidos para comprometer redes corporativas. As empresas foram também atacadas por outros tipos de ransomware e a Kaspersky Lab evitou estas infeções em mais de 240.000 utilizadores corporativos em todo o mundo.

SophosLabs revela que nenhuma plataforma é imune ao ransomware

O mais recente SophosLabs 2018 Malware Forecast, relatório que sumariza a atividade de ransomware e em outras tendências de cibersegurança com base na informação recolhida de computadores de clientes Sophos em todo o mundo, mostra que os sistemas Windows foram os mais atacados nos últimos seis meses, mas que as plataformas Android, Linux e MacOS não estão imunes.

Ransomware Locky dispara em setembro

A Check Point revelou o seu último Índice de Impacto Global de Ameaças que demonstra um aumento massivo no número de ciberataques do Locky, durante o mês de setembro. O ransomware, que já não aparecia no ranking das dez famílias de malware mais detetadas desde novembro de 2016, teve impacto em 11,5% das empresas a nível mundial.