hackers

Estudo afirma que ataques cibernéticos na Europa demoram mais de um ano para serem detetados

De acordo com o mais recente relatório elaborado pela Marsh e FireEye, um ataque cibernético, executado na Europa, leva cerca de 15 de meses a ser detetado. Os dados contrastam fortemente com a média global que é de apenas quatro meses. No entanto, o mesmo relatório revela que as empresas têm ganho uma maior consciência sobre a gestão do risco cibernético.

Saúde, educação e governo foram setores mais atacados por hackers em 2015

O Relatório Anual de Roundup de Segurança, “Setting the Stage: Landscape Shifts Dictate Future Threat Response Strategies”, da Trend Micro, analisou os incidentes de segurança mais significativos de 2015. A pesquisa da empresa de segurança da informação confirma que os atacantes estão cada vez mais corajosos, inteligentes e ousados. São fortes em vetores de ataque, esforços de ciberespionagem e atividades do submundo cibernético numa base global.