T-Systems implementa data center remoto em porto no Chipre

CloudData Center

A T-Systems, provedora alemã de soluções e serviços de TI, em parceria com a Huawei, acaba de concluir o projeto de instalação de um data center num container. Com o projeto, a Eurogate, maior operador de terminais logísticos da Europa, assume o controlo operacional de movimentação de containers utilizando uma nuvem privada.

Com 34 hectares, o porto de Limassol pode movimentar cerca de 500 mil contentores por ano. O data center implementado pela T-Systems é fundamental para garantir as operações de carregamento da Eurogate. O data center tem todos os equipamentos de um centro de dados tradicional:  servidores, memória, sistema de refrigeração e o seu próprio sistema de energia. As aplicações administrativas e operacionais, assim como os sistemas de comunicação em rede, estão alojados em sistemas locais e o data center também pode ser espelhado na nuvem.

O centro será controlado pela T-Systems a partir da cidade de Hamburgo, na Alemanha, através uma ligação MPLS poderosa e segura e as operações terão início a partir de janeiro de 2017.

“Somos parceiros de terceirização da Eurogate há dez anos e também monitorizamos os seus sistemas a partir do nosso centro de operações 24×7, por isso podemos garantir o atendimento a níveis de serviço bastante severos”, diz Bernd Wagner, vice-presidente sénior de vendas e serviços da T-Systems na Alemanha.

“Nós queríamos implementar este projeto rapidamente e estávamos confiantes de que a T-Systems poderia fazer isso em um curto espaço de tempo”, afirma Wolfram Müller, CIO da Eurogate, explicando a escolha da parceira tecnológica. O projeto foi iniciado em julho de 2016, quando a T-Systems foi escolhida e uniu forças com a Huawei para desenvolver a solução.

A partir do início de 2017,  a Eurogate terá integrados na sua rede 12 terminais instalados em portos na Alemanha, Itália, Rússia, Portugal, Marrocos e Chipre.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor