Symantec pode ter de pagar 145 milhões

EmpresasNegócios

A Symantec, maior fabricante de software para segurança computacional, anunciou que pode ter de pagar 145 milhões de dólares em danos, resultante de uma investigação do governo norte-americano às suas vendas e prática de preços. A situação foi revelada numa reunião entre Symantec e representantes do governo em janeiro, onde a empresa foi informada sobre

A Symantec, maior fabricante de software para segurança computacional, anunciou que pode ter de pagar 145 milhões de dólares em danos, resultante de uma investigação do governo norte-americano às suas vendas e prática de preços.

SymantecA situação foi revelada numa reunião entre Symantec e representantes do governo em janeiro, onde a empresa foi informada sobre a avaliação da sua potencial responsabilidade, declarou a empresa num documento regulatório.

A Symantec anunciou em 2012 que divisões civis do Departamento da Justiça dos Estados Unidos e o escritório de procuradores norte americanos de District of Columbia estavam a investigar a conformidade da empresa com as regras de contratos do governo.

“Estamos a cooperar totalmente com a investigação e na reunião de janeiro de 2014 com representantes do governo que nos apresentaram uma análise inicial dos nossos danos reais expostos no valor aproximado de 145 milhões de dólares”, escreveu a Symantec no documento. “Estamos atualmente no processo de avaliar a análise inicial do governo. É possível que a investigação possa levar a reclamações ou encontrar violação do False Claims Act e pode ser material dos nossos resultados de operações e cash flows de qualquer período”.

A Symantec, através de comunicado, mostra-se confiante que vai chegar a uma resolução neste assunto de forma rápida.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor