SunGard pronta para voltar ao mercado público

Negócios

A SunGard apresentou hoje a sua oferta pública de aquisição junto dos reguladores norte-americanos. A fabricante de software para a área financeira espera angariar cerca de 100 milhões de dólares, embora este valor possa sofrer alterações. Comprada em 2005 (um dos grandes negócios que antecedeu a crise financeira de 2008 despoletada pela ruína do grupo

A SunGard apresentou hoje a sua oferta pública de aquisição junto dos reguladores norte-americanos. A fabricante de software para a área financeira espera angariar cerca de 100 milhões de dólares, embora este valor possa sofrer alterações.

sungard

Comprada em 2005 (um dos grandes negócios que antecedeu a crise financeira de 2008 despoletada pela ruína do grupo Lehman Brothers) por uma coligação de firmas de capital privado – Silver Lake Partners, TPG Capital, Bain Capital, Blackstone Group, Goldman Sachs Capital Partners, KKR & Co e Providence Equity Partners – num negócio que assomou aos 11,4 mil milhões de dólares, a SunGard prepara-se agora para mergulhar no mercado público de ações. Contudo, de acordo com o documento entregue para aprovação à autoridade reguladora norte-americana, estas firmas conservarão a maioria do poder de voto na empresa.

Consta que a SunGard procura lucrar 100 milhões de dólares com a OPA, mas, no passado mês de maio, o Wall Street Journal noticiara que a empresa procurava alcançar cerca de 750 milhões.

Em 2014, a SunGard conseguiu receitas de 2,81 mil milhões de dólares, um aumento de 1,7 por cento face ao ano precedente. No entanto, reportou, nesse mesmo período, uma perda líquida de 222 milhões, comparativamente a uma de 62 milhões em 2013.

Não se sabe ainda ao certo quantas ações está a SunGard a pensar vender nem em que Bolsa planeia cotar-se.

A SunGard contratou onze bancos para formular a OPA, conforme informações avançadas pelo Financial Times.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor