Substituição de hardware é principal fonte de migração de Windows XP

NegóciosSoftware

Numa altura em que foi conhecida a primeira vulnerabilidade do Windows XP que não terá direito a correção após o fim do suporte oficial da Microsoft a este sistema operativo (um malware que afeta o Internet Explorer 6, o browser utilizado no XP), a B!T falou com Nuno Ricardo, Gestor de Produto Windows da Microsoft

Numa altura em que foi conhecida a primeira vulnerabilidade do Windows XP que não terá direito a correção após o fim do suporte oficial da Microsoft a este sistema operativo (um malware que afeta o Internet Explorer 6, o browser utilizado no XP), a B!T falou com Nuno Ricardo, Gestor de Produto Windows da Microsoft Portugal, para saber como está a correr a migração de Windows XP no mercado nacional.

windows xp

Embora a Microsoft não possa divulgar dados internos sobre quantas empresas portuguesas ainda utilizam o Windows XP por razões de confidencialidade, as informações disponíveis no Statcounter, entidade que mede o tráfego na Internet, indicam que menos de 10% dos PCs totais em Portugal que navegam na web têm ainda XP, sendo que um estudo da IDC Portugal apontava para que cerca de 30% dos PCs empresariais tinham ainda este sistema operativo instalado em Outubro do ano passado.

Apesar desta cifra mostrar a premência da migração no mercado corporate, Nuno Ricardo adianta que o efeito do fim do suporte do Windows XP não tem afetado o negócio de licenciamento da Microsoft em Portugal de forma significativa, já que “a venda de licenças de atualização do Windows é apenas uma parte do negócio da Microsoft e que segue um ritmo que está associado ao valor das novas versões do Windows e não ao fim das versões antigas”. Assim, o Gestor de Produto revela que “as migrações de PCs ainda com o Windows XP estão a acontecer principalmente por substituição do hardware”.

Para ajudar nesta fase de transição de sistema operativo, a Microsoft tem lançado nos últimos meses diversas campanhas de desconto no licenciamento do Windows e do Office vendido em contratos de licenciamento em volume. “Também a maioria dos fabricantes de hardware lançaram nos últimos meses campanhas de preço direcionadas a quem tem ainda o Windows XP”, refere Nuno Ricardo. A juntar a isso, recentemente, a Microsoft fechou um acordo com a Laplink para disponibilizar gratuitamente para o utilizador (já que o custo é suportado pela Microsoft) uma ferramenta que migra os dados e configurações de utilizador de um Windows XP para um Windows 7 ou 8.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor