SpeedCast escolhida para fornecer central de gás em Timor

NegóciosOperadoresRedes

Os serviços de comunicações da central de gás Bayu-Undan, no Mar de Timor, serão, a partir de agora, responsabilidade da SpeedCast, uma operadora de Hong Kong. Conexão de alta velocidade e uma rede de suporte compatível com as dificuldades de uma base marítima são os principais critérios que levaram a esta escolha. Há dez anos

Os serviços de comunicações da central de gás Bayu-Undan, no Mar de Timor, serão, a partir de agora, responsabilidade da SpeedCast, uma operadora de Hong Kong. Conexão de alta velocidade e uma rede de suporte compatível com as dificuldades de uma base marítima são os principais critérios que levaram a esta escolha.

image-for-data-center-forecast

Há dez anos parceira da ConocoPhillips, a SpeedCast aumenta o alcance do acordo entre ambas com o anúncio de que irá fornecer serviços de comunicações, no campo de Bayu Undan, no Mar de Timor. O Bayu-Undan faz parte das operações australianas da empresa de energia do Texas e é uma peça fundamental na extracção de gás natural.

O negócio diz respeito a um contrato de vários anos e na ordem dos milhões de dólares, apesar das empresas não terem anunciado o valor exato.

A SpeedCast terá de assegurar as comunicações por satélite, tarefa que implica estruturas especiais para que a ligação entre o campo de Bayu-Undan, localizado entre Darwin e Timor-Leste, e a sede da ConocoPhillips, em Perth, não seja fragmentada.

As duas empresas garantem que a ligação será de 60Mbps, nos dois sentidos, e que representará uma das maiores ligações criadas sob propósitos comerciais, na região da Austrália. As comunicações resultantes desta estrutura irão incluir partilha de dados, chamadas de voz e a utilização de aplicações essenciais ao dia-a-dia dos trabalhadores.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor