SparkleIT promete agitar mercado das Tecnologias da Informação

Business IntelligenceData-StorageEmpresasERP-SuitesNegóciosSoftware

Encurtar os tempos de resposta ao cliente. É esse um dos factores que a SparkleIT, empresa portuguesa que acaba de chegar ao mercado das Tecnologias de Informação liderada por dois engenheiros formados pela Universidade do Minho, quer usar para marcar a diferença.

Pedro Vaz Alves, diretor-geral, e Edgar Meira, director de operações, com experiência consolidada no desenvolvimento de software na área da indústria, são os responsáveis pelo novo projeto.

Os jovens empreendedores detetaram que um dos problemas do sector é a demora na resposta ao cliente, que pode atingir meses. Esse é o desafio que, com a SparkleIT, pretendem superar: desde o primeiro contacto até ao primeiro “test drive” (prova de conceito) com o protótipo do software que encomendar, o cliente deverá esperar em média 10 dias. Tudo isto porque, como sublinham os responsáveis pela SparkleIT, “um dos grandes fatores críticos de sucesso é a prototipagem rápida dos conceitos”, disseram em comunicado enviado à imprensa.

A missão da SparkleIT passa pelo desenvolvimento de módulos de gestão empresarial (ERP), a projetos de desenvolvimento de soluções à medida na área de BI e integração de soluções, com enfoque nas áreas da construção e da indústria. “O produto assenta em três pilares: adaptabilidade, flexibilidade e rapidez na tomada de decisão”, refere Edgar Meira.

Apostando em recém-licenciados do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, a SparkleIT tem já um cliente francês, que regista uma faturação anual a rondar os 15 milhões de euros, a escolher o produto da empresa portuguesa.

A SparkleIT conta já com uma dezena de colaboradores distribuídos entre Lisboa e Viana do Castelo, com experiência em sectores como a indústria, construção e serviços.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor