Sony põe mãos no fogo por rentabilidade da unidade de TV

Negócios

A tecnológica japonesa Sony tem-se mostrado realmente confiante relativamente à lucratividade que a sua unidade de soluções televisivas apresentará este ano, saindo de, aproximadamente, uma década de resultados nada satisfatórios. Esta projeção, que torna o segmento de TV uma fonte de grande rentabilidade para a Sony, poderá ter como base a alienação da divisão que a

A tecnológica japonesa Sony tem-se mostrado realmente confiante relativamente à lucratividade que a sua unidade de soluções televisivas apresentará este ano, saindo de, aproximadamente, uma década de resultados nada satisfatórios.

sony

Esta projeção, que torna o segmento de TV uma fonte de grande rentabilidade para a Sony, poderá ter como base a alienação da divisão que a partir de amanhã tornar-se-á uma subsidiária da empresa-mãe, e usufruirá de uma independência que nunca antes tivera.

Masashi Imamura, diretor da unidade televisiva, disse que no último ano fiscal a divisão, que passará a operar sob o nome Sony Visual Products, conseguiu mitigar as despesas, e que a rentabilidade está ao virar da esquina.

O executivo acrescentou que em 2014 a Sony vai poder resistir ao impacto de quaisquer inconstâncias que possam ser originadas por mercados emergentes, um fator que  Imamura tem apontado como causa da incapacidade para gerar lucro que afligiu o segmento no ano passado.

A Sony adivinhou um aumento de 18,5 por cento nas vendas dos seus produtos e soluções televisivas, atingindo os 16 milhões de unidades, um aumento significativo comparativamente aos 13,5 milhões registados no ano passado.

O diretor da unidade afirmou que mesmo que as vendas não atinjam os valores esperados, a divisão gerará lucro. No entanto, Imamura afirmou que as estimativas são totalmente concretizáveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor