Solução portuguesa contra roubo de dados

SegurançaSoftware

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) vai disponibilizar na sua página online, a partir de hoje, uma série de funcionalidades que visam garantir a privacidade e segurança dos utilizadores da Internet. Criado no Centro de Cibersegurança e Privacidade da Universidade do Porto, com o apoio da CNPD, o C3Priv incorpora várias aplicações fiáveis,

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) vai disponibilizar na sua página online, a partir de hoje, uma série de funcionalidades que visam garantir a privacidade e segurança dos utilizadores da Internet.

roubo de dados

Criado no Centro de Cibersegurança e Privacidade da Universidade do Porto, com o apoio da CNPD, o C3Priv incorpora várias aplicações fiáveis, entre as quais se encontram um cliente de correio eletrónico, um editor de imagem, um leitor de áudio e vídeo e uma plataforma de troca instantânea de mensagens.

Estas novas ferramentas podem ser descarregadas para um dispositivo de armazenamento USB e posteriormente poderá ser ligado a qualquer computador, garantindo, assim, a privacidade dos cibernautas e assegurando uma navegação segura, nomeadamente em computadores que não os dos próprios utilizadores.

O conjunto de aplicações, ao dispor de todos a partir do site da Comissão Nacional de Proteção de Dados, integra diversos programas em código aberto, e, de acordo com entidade, estão feitos de modo a não gravarem o que quer que seja nos computadores onde seja feita a sua utilização, ou seja, não deixam no aparelho dados pessoais do utilizador nem permitem o acesso a listas de contactos.

O C3Priv inclui ainda o motor de busca Mozilla Firefox, escolhido pelas suas características de privacidade, entre as quais se podem apontar a eliminação automática de cookies, do registo do histórico de navegação, de códigos de acesso e palavras-chave e a possibilidade de ativar a opção not tracked.

O leque de programas contém também um outro navegador, somente compatível com a Red Tor, que possibilita aos utilizadores fazerem ligações anónimas à Internet.

O C3Priv, que sofrerá posteriores atualizações, fica hoje disponível para ser descarregado no site da CNPD, em celebração do Dia Europeu da Investigação Segura.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor