Software da NEC utiliza reconhecimento facial para verificar os utilizadores de serviços móveis

InovaçãoSegurança

A NEC Corporation anunciou o lançamento do NC7000-3A, uma plataforma de software para dados de utilizador que usa o reconhecimento facial para confirmação da identidade dos utilizadores de serviços móveis. para benefício de organizações como instituições financeiras e operadores de telecomunicações.

Este software inclui um mecanismo de autenticação orientado para serviços móveis, que aproveita o “NeoFace“, um motor de inteligência artificial para reconhecimento facial e que pertence ao portfólio inovador de tecnologias de IA da NEC, NEC the WISE . 

Como complemento, o suporte da plataforma ajuda a uma ainda maior redução dos processos de entrada de dados, contribuindo para aumentar a usabilidade, que se espera que continue a poder ser melhorada com mais mecanismos de reconhecimento biométrico.

“IDs e passwords representam a maioria dos métodos para confirmação da identidade de um utilizador em serviços on-line”, afirmou Shigeru Okuya, Vice-Presidente Sénior da NEC Corporation. “Este software permite que os utilizadores verifiquem o seu ID através do reconhecimento facial, sem que as informações biométricas sejam transmitidas para o exterior, melhorando assim tanto a segurança como a usabilidade”.

Este novo software está em conformidade com o padrão de indústria “Fast Identity Online” (FIDO), para autenticação sem transmissão de dados para o exterior, através de mecanismos como, por exemplo, as informações biométricas. Isto reduz o risco de roubo dos dados usados para confirmação de identidade. As melhorias de segurança incluem também o desenvolvimento de software específico e de um motor de reconhecimento facial, integrados em terminais e servidores.

Para além disto, o software acomoda a expansão dos sistemas on-line à medida que estes são usados por um número crescente de utilizadores, tornando-o ideal tanto para serviços em pequena escala como para os sistemas públicos usados por dezenas de milhões de pessoas.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor