Soccial: a rede social portuguesa já tem data de lançamento

e-MarketingRedes Sociais

Já está a ser desenvolvida há alguns anos e tem na sua equipa apenas três profissionais, mas a Soccial anunciou, finalmente, a data de lançamento para a rede social portuguesa que pretende modificar o modo como os utilizadores estão conectados. Ainda este mês, a Soccial chega ao público. 23 de março é a data escolhida

Já está a ser desenvolvida há alguns anos e tem na sua equipa apenas três profissionais, mas a Soccial anunciou, finalmente, a data de lançamento para a rede social portuguesa que pretende modificar o modo como os utilizadores estão conectados. Ainda este mês, a Soccial chega ao público.

soccial

23 de março é a data escolhida para o lançamento oficial da Soccial, a rede social criada por Paulo Rodrigues e com ADN inteiramente português. Em fevereiro, a equipa anunciou o encerramento do site por um período limitado de tempo para que os comentários recolhidos durante as fases de testes bem como os erros encontrados pudessem ser analisados e corrigidos.

Na versão oficial que será revelada no final deste mês, a Soccial deverá surgir completamente renovada quando comparada com as versões antecipadas que os utilizadores já registados tiveram a oportunidade de visualizar e experimentar durante cerca de um ano.

Todos os que já tenham participado na fase beta, estão automaticamente inscritos e terão acesso automático ao site no dia do seu lançamento. Quem não o tiver feito, pode pré-registar-se no Soccial e deverá receber, depois, um convite para poder fazer parte desta comunidade.

De acordo com Paulo Rodrigues – formado em Economia mas convertido em web developer, como o próprio admite no seu blog -, esta rede social pretende ser uma forma mais fácil de encontrar conteúdos específicos que interessam a cada utilizador através da utilização da tecnologia Big Data, fazendo da personalização a sua bandeira. Entre as funcionalidades anunciadas encontra-se a possibildiade de encontrar publicações de blogs sem ter de os visitar efetivamente, a criação de listas descritas como de inspiração onde é possível organizar, por exemplo, fotografias sobre determinado tema, ou ainda encontrar pessoas ou serviços que tenham interesses em comum com determinado utilizador.

Entre outras características, a Soccial pretende ainda demarcar-se das restantes redes sociais por ser totalmente gratuita e sem qualquer tipo de publicidade, para que a conexão seja o foco principal por oposição a fins capitalistas e consumistas. No seu blog, o criador desta rede social explica, ainda assim, que querem “ganhar dinheiro” mas sem que, para isso, seja necessário comprometer a privacidade dos utilizadores.

Ainda no campo da privacidade, Paulo Rodrigues assegura que os profissionais da Soccial não irão ler as mensagens privadas dos utilizadores, procedendo até à encriptação das mesmas, e que não utilizarão “estratégias de espiar o utilizador”. Cada um decide “que dados pretende partilhar na rede.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor