Smartphones Nokia com Android? Acabou-se!

MobilidadeNegóciosSO

O processo de transformação na Microsoft continua ‘a todo o vapor’. Depois de ter confirmado o despedimento de 18 mil funcionários, a empresa vai também dizer adeus à plataforma Android nos seus smartphones Nokia. Alguns analistas mostraram-se surpreendidos com a decisão, pois partilhavam a opinião de que a Microsoft iria acabar por abandonar o sistema

O processo de transformação na Microsoft continua ‘a todo o vapor’. Depois de ter confirmado o despedimento de 18 mil funcionários, a empresa vai também dizer adeus à plataforma Android nos seus smartphones Nokia.

nokia x

Alguns analistas mostraram-se surpreendidos com a decisão, pois partilhavam a opinião de que a Microsoft iria acabar por abandonar o sistema operativo Windows Phone e apostar tudo no Android. Mas, como a B!T deu conta, aquando do anúncio do recente lançamento dos Nokia X2, se a Microsoft está a investir forte em tornar-se rapidamente a terceira maior plataforma móvel a nível mundial, continuar a lançar modelos com Android não seria a melhor estratégia.

Assim, com efeitos imediatos, estão suspensos os trabalhos nas futuras famílias dos Nokia X, sendo que o mercado de entrada de gama passará a ser endereçado por dispositivos Lumia equipados com Windows Phone. Apesar disso, a Microsoft compromete-se a vender e a dar suporte aos já existentes produtos Nokia X.

Esta decisão surge quando ainda esta semana a Microsoft lançou no Médio Oriente o X2, reiterando o seu compromisso com o mercado saudita.

A Microsoft continuará a investir no desenvolvimento do seu portfolio de apps empresariais e de consumo para Android, mas não contará mais com este sistema operativo nos seus dispositivos. Além disso, a companhia tem planos para endereçar distintivamente os mercados high-end (contando com uma equipa de engenharia em Salo, na Finlândia) e os de custos mais reduzidos (contando com outra equipa de engenharia em Tampere, também na Finlândia).

Refira-se que os smartphones Windows Phone mais acessíveis a nível de preço têm registado um sucesso assinalável em mercados como o Vietname e, especialmente o Brasil, que é considerado uma porta de entrada para a aliciante América do Sul.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor