Sites que violam direitos de autor removidos dos resultados das pesquisas

e-Marketing

Um tribunal francês obrigou recentemente a Google, Microsoft e Yahoo a removerem dos resultados das pesquisas alguns sites que violam direitos de autor. Este caso não é novo e já remonta a dezembro de 2011. O tribunal ordenou a remoção dos resultados das pesquisas de links para 16 sites, que violam as leis de direitos

Um tribunal francês obrigou recentemente a Google, Microsoft e Yahoo a removerem dos resultados das pesquisas alguns sites que violam direitos de autor. Este caso não é novo e já remonta a dezembro de 2011.

Google-Search-iStockO tribunal ordenou a remoção dos resultados das pesquisas de links para 16 sites, que violam as leis de direitos de autor. Este caso remonta há dois anos, quando foi interposto um processo por várias empresas e grupos franceses que protegem os interesses das empresas de entretenimento, como a Sony e a Paramount.

Os ISP locais, como a Free, Darty Telecom, Orange, SFR, Bouygues e Numericable, terão de implementar todos os meios apropriados para bloquear esses mesmos sites, segundo ordem do mesmo tribunal.

A Google, a Microsoft, a Yahoo e os ISP dispõem apenas de duas semanas para a remoção ou bloqueio dos 16 sites que são da propriedade dos portais Allostreaming, Fifostream e Dpstream.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor