Site da PGR já recebeu mais de cinco mil denúncias de fraude

e-Marketing

A plataforma da Procuradoria-geral da República foi criada há três anos e já recebeu 5771 denúncias de corrupção ou fraude. Este site tem como objetivo facilitar o processo de denúncia de casos deste género, permitindo manter o anonimato aos utilizadores. De todas as queixas recebidas até agora, 209 deram origem a processos de investigação preventiva, 20 resultaram em

A plataforma da Procuradoria-geral da República foi criada há três anos e já recebeu 5771 denúncias de corrupção ou fraude. Este site tem como objetivo facilitar o processo de denúncia de casos deste género, permitindo manter o anonimato aos utilizadores.

RTR20EA7De todas as queixas recebidas até agora, 209 deram origem a processos de investigação preventiva, 20 resultaram em inquéritos e 32 foram encaminhadas para inquéritos em tribunais. Cerca de 122 acabaram por ser arquivadas.

Mais de um terço das denúncias recebidas pela PGR foram feitas só este ano. Assim, 2013 revelou-se o ano de maior recurso à plataforma, com 2182 participações recebidas.

No ano da criação do site, este acolheu 460 queixas logo nos dois primeiros meses. Em 2011 recebeu 1234 denúncias e em 2012 o número subiu para 1895. A maior parte das pessoas que recorreram à plataforma para apresentar queixas optaram por identificar-se, sendo que as outras preferiram o anonimato.

Segundo a Procuradoria-geral da República, cerca de 80 por cento das denúncias apresentadas através da plataforma não se enquadram nos crimes de corrupção ou fraude fiscal. Entre as queixas que se enquadram no universo de crimes visados pelo site registam-se vários casos visando concursos públicos na administração central e local.

Tráfico de influências, participação económica em negócios, fraude fiscal e peculato são as suspeitas mais comuns.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor